Dácia Ibiapina entrevista o Troféu Candango

“Eu penso que o hackeamento é o coquetel molotov da guerra digital”

E: Candango, o que você achou do FBCB 2020? C: Chato. Achei nostálgico demais. E: Você é homem ou mulher? Assim: sem figurino, maquiagem, cabelo, e algo mais; não dá pra saber. C: Nem uma coisa nem outra. Esse é um modo binário de pensar. E: Ah! Entendi. Perdão se a pergunta foi descabida. Mas, me diga, você é L? G? B? T? Q? I? A? P? C: Nossa, que insistência !? Eu sou + eu. E: Quais são seus planos para o próximo Festival? C: Eu espero ganhar uma versão digital. Acho mais ecológico, sabe. E tem mais: eu mudaria o nome do festival. E: É mesmo? Mudaria como? Qual é sua proposta? C: Festival de Brasília dos Cinemas Brasileiros. Uma coisa mais plural e diversa, sabe. Mais contemporânea. E: O que você achou de um certo hackeamento que dizem que houve no festival deste ano? C: Achei irado. Eu curto essa coisa hacker. Eu penso que o hackeamento é o coquetel molotov da guerra digital. Se você se sente excluído você vai lá,  hackeia, e mete um pornozão. Simples assim. Nesse caso, parece que foi na live das meninas. Aí é covardia. E: Você leu a Carta de Brasília? O que achou? C: Não li e não gostei. Longa demais. Me deu preguiça, sabe. Não perco meu tempo com essas coisas. Pra mim, carta é coisa de antiquário. Nostálgico demais. E: Você me permite uma última pergunta? C: Cuidado… você já está perdendo o timing da entrevista. Você sabe que isso é importante. Mas… manda ver. E: Como você tem passado o distanciamento social? Sofre? C: Não. Quem aguenta o FBCB, aguenta qualquer coisa. Na verdade, daqui pra frente, o distanciamento social passa a ser um estado permanente. São os vírus que comandam o show. Por falar nisso: será que essa minha entrevista vai “viralizar”? E: E solidão? Você sente? C: Muita. Nessas horas invejo Os Candangos de Bruno Giorgi. Pelo menos eles podem ficar ali na praça trocando uma ideia, embora sempre sob o olhar vigilante da cabeça de JK. E: Fui. C: Eu também. Até o próximo ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *