“no meio de um quarto” de e. e. cummings – Tradução

  “no meio de um quarto”                            Tradução: Rodrigo Suzuki Cintra   no meio de um quarto está um suicida cheirando uma rosa de Papel sorrindo para um Eu   “em algum lugar é Primavera e de vez em quando pessoas estão no real:imagine em algum lugar flores reais,mas eu não posso imaginar flores reais porque se eu   pudesse,elas de alguma maneira não Seriam reais” (então ele sorri sorrindo)“mas eu não serei   em todo lugar real para você em um instante” O é loiro com mãos pequenas    “& tudo é mais fácil do que eu havia suposto que tudo seria;inclusive lembrando a maneira de quem olhou para quem primeiro,dançando de qualquer jeito”   (uma lua escapa de uma nuvem um relógio bate meia-noite um dedo puxa o gatilho um pássaro atravessa um espelho)   “in a middle of a room” e. e. cummings   in a middle of a room stands a suicide sniffing a Paper rose smiling to a self   “somewhere it is Spring and sometimes people are in real:imagine somewhere real flowers,but I can’t imagine real flowers for if I   could,they would somehow not Be real” (so he smiles smiling)“but I will not   everywhere be real to you in a moment” The is blond with small hands   “& everything is easier than I had guessed everything would be;even remembering the way who looked at whom first,anyhow dancing”   (a moon swims out of a cloud a clock strikes midnight a finger pulls a trigger a bird flies into a mirror)  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *