Apresentação

  Minha Gente boa gente Deix’eu me apresentar Já que aqui trimensalmente Vou lhes expor meu pensar   Sou Selinho Tambureco A versador sou metido Versejo sem repeteco Repente, Coco, Partido   Lhes trarei do universo Pra lhes prender a atenção Estruturado em verso Tudo que é inquietação   Do vento que arriba saia À espetada da Zagaia   
   

Minha Gente boa gente
Deix’eu me apresentar
Já que aqui trimensalmente
Vou lhes expor meu pensar

Sou Selinho Tambureco
A versador sou metido
Versejo sem repeteco
Repente, Coco, Partido

Lhes trarei do universo
Pra lhes prender a atenção
Estruturado em verso

Tudo que é inquietação
Do vento que arriba saia
À espetada da Zagaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *