“Canção” – Poema de Alfred de Musset – Tradução

Chanson – Alfred de Musset   Lorsque la coquette Espérance Nous pousse le coude en passant, Puis à tire-d’aile s’élance, Et se retourne en souriant;   Où va l’homme ? Où son coeur l’appelle. L’hirondelle suit le zéphyr, Et moins légère est l’hirondelle Que l’homme qui suit son désir.   Ah ! fugitive enchanteresse, Sais-tu seulement ton chemin ? Faut-il donc que le vieux Destin Ait une si jeune maîtresse !   1840.     Canção   Quando a vaidosa Esperança Acotovela-nos partindo, Depois, num vôo rápido se lança, E se volta sorrindo;   Aonde vai o homem? Aonde seu coração o encaminha. A andorinha segue o zéfiro – vento do ocidente, E é menos ligeira a andorinha Que o homem seguindo seu desejo somente.   Ah! Fugidia e cheia de ardil, Sabes ao menos a tua direção? É mesmo preciso que o Destino ancião Tenha uma amante tão juvenil!   1840.      

Priscila Junglos, apesar de formada em Artes Visuais pela UNESP em 2009, atua como professora e tradutora de francês, mas já trabalhou também como arte educadora em exposições, professora de artes, técnica de atelier e como pesquisadora em história da arte na Pinacoteca do Estado de São Paulo. No tempo livre continua suas produções artísticas e traduz poemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *